DF: CNA defende juros menores para próxima safra e priorização dos investimentos em armazenagem

DF: CNA defende juros menores para próxima safra e priorização dos investimentos em armazenagem

terça-feira, 16 de maio de 2017

Rate this article:
No rating

José Mário Schreiner discutiu o tema com o ministro Blairo Maggi


Brasília/DF

O vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), José Mário Schreiner, reuniu-se nesta quarta (10) com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, para alinhar as demandas do setor agropecuário para o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2017/2018.

Schreiner voltou a defender a redução dos juros para o custeio e para linhas de financiamento prioritárias para o setor, como o Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA), o Programa de Incentivo à Irrigação e à Armazenagem (Moderinfra) e o Programa para Redução de Gases de Efeito Estufa na Agropecuária (Programa ABC).

“São programas extremamente importantes, porém a taxa de juros nos patamares da safra em curso inviabiliza os investimentos de longo prazo. Temos que rever as condições dessas linhas, para fomentar a contratação”, afirmou Schreiner, que também é presidente da Comissão Nacional de Política Agrícola da CNA e da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (FAEG).

Segundo ele, o PCA, por exemplo, “é um programa necessário para mitigar os efeitos do escoamento da safra concentrado em alguns períodos, e também para a melhoria da gestão das propriedades, uma vez que o produtor poderá escolher a melhor época de venda da sua produção”.

Schreiner abordou, ainda, a necessidade de garantir a renda do produtor, por meio do incentivo governamental ao seguro rural e de um programa de subvenção às opções privadas. “A safra 2016/2017 deve ser recorde, mas a renda do produtor está comprometida pela retração dos preços. É o momento de fomentarmos a utilização dos mecanismos de gerenciamento de riscos pelo produtor rural”.

Outro ponto tratado no encontro foi o apoio do governo à comercialização da segunda safra do milho no Centro-Sul do país. Em abril, o Governo Federal publicou portaria autorizando a subvenção econômica para sustentar os preços do grão, por meio do Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural (Pepro) e do Prêmio de Escoamento da Produção (PEP).

A CNA solicitou ao Ministro que a Conab esteja atenta aos preços de mercado em todas as regiões, pois a expectativa de produção recorde tem gerado tendência de baixa de preços, inclusive abaixo do preço mínimo vigente em muitos estados. “Precisamos trabalhar em sintonia com o ministério para que o mercado possa reagir”, afirmou Schreiner.

O Ministro mostrou-se bastante sensível às demandas do setor para a próxima safra e afirmou que o Ministério da Agricultura está em negociação com a área econômica do governo para atender da melhor forma as demandas apresentadas.

“Com a Selic e a inflação em queda, é razoável que se negocie a redução da taxa de juros para a próxima safra”, afirmou Maggi.  


Fonte: Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) 

Number of views (102)/Comments (0)

Tags:

Please login or register to post comments.

Suínos

Bovínos

Frango/Ovo

Leite e Derivados

Carne e Derivados

Madeira Cavaco

Mercado Financeiro

Box Agrocotações

Cotação (máx)
R$ 57,50
Soja/RS
R$ 61,00
Soja/MT
R$ 62,50
Soja/PR
R$ 64,00
Soja/BA
R$ 65,00
Soja/SC
R$ 68,88
Soja/SP
R$ 18,08
Milho/MT
R$ 27,00
Milho/BA
R$ 28,42
Milho/PR
R$ 29,81
Milho/SP
R$ 29,88
Milho/SC
R$ 31,00
Milho/RS
R$ 62,45
Cana@/SP *
R$ 56,50
Tora/SC *
R$ 155,00
Tora/PR *